Uso da integração de analise multiespectral para áreas ambientais

Atualizado: Mai 13

Introdução


As áreas ambientais sensíveis de uso deste estudo referem se as áreas de saturação hídrica, áreas essas que não foram contempladas no projeto civil de um determinado empreendimento. Cabendo elucidar o leitor que áreas identificadas estavam em um ambiente aberto, ou seja, sujeito as chuvas, aparentemente o local havia formação de bolsões de retenções hídrica e algumas poucas partes com a umidade visíveis no solo.


Pensando na verificação e identificação das áreas de interesse, foi utilizado como recurso, o uso de imagens geoespaciais, como a proposta de inserir dados da geomorfologia do terreno, aplicado a acumulação de fluxo hídrico, essa analise buscou trazer a resposta quanto a origem dessa saturação.


O Desafio


Como desafio, o objetivo dessa análise foi a verificação da existência de solos sensíveis no local quanto origem dos recursos hídricos proveniente desses solos úmidos. Haja visto a ocorrência de retenção hídrica nas proximidades, poderiam ser provenientes de águas pluviais ou oriundas do subsolo.


A solução


A Analise Geomorfológica


A análise geomorfológica identifica formações naturais de acumulação de água na área de interesse. Podemos observar o fluxo hortoniano convergindo para as áreas de baixada, próximas ao local. A drenagem se apresentou bem delineada, mas as transformações antrópicas do uso do solo impermeabilizaram a superfície. Para aprofundar a análise, realizamos uma análise multiespectral, com o objetivo de subsidiar o diagnóstico geomorfológico.


Índice de normalização diferenciada da água


Para identificar os locais com maior umidade na área de interesse, utilizamos o Índice de Normalização Diferenciada da Água – NDWI. O índice tem sido empregado com o objetivo de ressaltar as áreas de acumulação hídrica na paisagem, minimizando a representação de outros alvos na superfície. Os valores de NDWI variam entre -1 e 1, onde resultados maiores que 0 representam áreas com presença de água, e valores menores que zero identificam locais sem a presença do recurso na paisagem.


UAU Zago


Utilizando de geotecnologia conseguimos resultados com o máximo de precisão, evitando assim que o andamento da obra fosse afetado. Identificou-se antecipadamente possíveis impactos ambientais, e evitando também possíveis problemas com o órgão fiscalizador.


Resultados


Ao integrarmos as análises é possível observar que índice correspondeu ao objetivo de ressaltar as áreas com maior umidade, facilitando a identificação das áreas de concentração do fluxo hídrico. Analisando imagens orbitais, também verificamos que alterações antrópicas como barragens e a impermeabilização por infraestruturas influenciaram na ausência de vazão superficial.


Contudo, através do NDWI, é possível identificar uma grande concentração de umidade nos solos, devido ao fluxo hídrico subterrâneo, e, ao observarmos imagens aéreas de alta resolução, identificamos um pequeno córrego convergindo ao rio principal


Conclusão


Contudo, a drenagem se apresentou bem delineada ao observarmos o contexto geofísico e a resposta multiespectral da paisagem, juntamente foi possível verificar efeitos de ações antrópicas que propiciou a impermeabilização da superfície, reduzindo significativamente o potencial de vazão e a absorção hídrica do solo.




90 visualizações0 comentário