Uso de VANT na verificação de áreas exploradas

Atualizado: 4 de Dez de 2020

Introdução


Empreendimentos que de alguma forma afeta direta e/ou indiretamente os recursos naturais possui por obrigatoriedade fazer a Gestão Ambiental de suas atividades, cabendo a presença de um Licenciamento Ambiental. Em obras de infraestrutura é fácil identificar entre seus componentes, o uso de jazidas, que por definição podemos chamar de áreas de exploração de recursos minerais.

A extração dos minerais é constante em obras construtivas, para iniciar a exploração o caminho é realizar a solicitação da autorização ao órgão ambiental responsável pela sua região. A autorização também conhecida como a Licença Ambiental, após recebe lá, o responsável licenciado deverá atender as condicionantes imposta por órgãos fiscalizadores, dentre elas o de limite permissível de exploração.

Até então o volume de exploração é controlado pela construtora por meio de topógrafos e registros na obra feito pelo apontador, o apontador que possui como função contar a quantidade de caminhões carregando o material. No caso de controle pela gestão ambiental a duas formas que sempre foi realizado, se baseando nos dados da construtora, quando disponibilizado, ou realizando a medição manual com trena no local.

Para fins de controle do uso exploratório de recursos, a gestão ambiental, hoje, consegue fazer o uso de novos recursos tecnológicos, que uma década atrás não existia.


Cliente


Dessa forma, o Grupo Zago promove uma gestão ambiental atendendo condicionantes ambientais, focado na qualidade e rapidez de sua tomada de decisão, o cenário desta case direciona para o ramo de infraestrutura e o controle da exploração de recursos minerais.


O Desafio


Do monitoramento exploratório dos minerais, na visão de um supervisor ambiental em obras de infraestrutura, se tratando de questões exploratórias de jazidas, fica a seguinte pergunta: “Como faço para conseguir monitorar o volume explorado sem a necessidade de solicitar os dados da construtora e sem utilizar imagens satélite?” Sabe-se que as imagens espaciais não fornecem informações da situação em tempo real.



A Solução


Baseado na tecnologia de Veículos Aéreo Não Tripulado (VANT) juntamente com o uso de softwares, hoje conseguimos medir o quantitativo tanto do volume negativo quanto positivo em tempo real. Utilizando do VANT foi possível realizar o mapeamento e gerar MDE (Modelo Digital de Elevação), no qual forneceu dados de elevação do terreno e informações de medidas de altura e largura, os valores aproximados são fornecidos automaticamente.


UAU Zago

O uso de VANT não foi mensurado no projeto, ou seja, é algo além, que procuramos oferecer como forma de entregar o melhor dos nossos serviços utilizando o melhor da tecnologia disponível no mercado.

Resultados

Dos dados obtidos da jazida, foi constatado exploração superior a 30% do condicionado na Licença Ambiental, essa gestora ambiental conduziu a responsável para que fosse regularizado com a emissão de uma nova Licença, dessa forma, foi minimizado possíveis impactos a contratante por multas de crime ambiental.



Conclusão

Por tanto, a análise da jazida em tempo real evitou possíveis frustrações ao empreendimento, demostrando a eficiência de uma Gestão Ambiental em suas atividades rotineiras.



40 visualizações0 comentário